olivia maia - escritora desterrada.

na verdade

acho a reforma ortográfica um troço mui conservador e tosco, mas brasileiro não vai morrer por falta de trema, assim como nenhum português vai morrer por falta de um h ou um c. tinha mesmo era que meter a mão na gramática, mas aí quero ver as barreiras diplomáticas ruírem loucamente. né?

gosta do que eu escrevo?

receba novidades por e-mail: assine a newsletter.

colabore com meu trabalho: compre meus livros ou faça uma contribuição única ou mensal.