olivia maia - escritora desterrada.

nautas

,

porque como um avião prestes a decolar que no entanto ainda mantém por alguns segundos as rodas traseiras no solo antes de um impulso final e obedece à reta da pista de voo, agarro-me mais um pouco ao meu mestre cortázar e faço que sim, sim, essa palavra e depois essa, bueno. ensaiando aqui e ali alguns voos independentes sem nunca me esquecer dessa pista de voo, para a qual sempre volto, quando me falta essa clareza de caminho que algumas decolagens pedem.

gosta do que eu escrevo?

receba novidades por e-mail: assine a newsletter.

colabore com meu trabalho: compre meus livros ou faça uma contribuição única ou mensal.