olivia maia - escritora desterrada. meio artista.

porque eu preciso escrever umas coisas e não é pra fazer sentido mesmo

então o que é aquela coisa que de repente não se volta atrás nunca mais
feito um doce que se deixou no forno e passou o tempo de tirar
ou uma sucessão de ctrl-z que acaba no instante exato antes da mudança que você queria desfazer
ou um HD que morre com todas as fotos e os textos e a vida.

essa agonia estúpida do nunca mais
da negação no infinito que dói nos olhos só de pensar.

feito um despropósito, porque afinal, que importa o doce no forno.

ou
o absurdo da inconformação.
sentar e esperar se alinharem os astros, que parece ser às vezes o rumo, quando. quando.

quem ali
quem em algum lugar
quem
quem alinha as coincidências?
onde se meteu Apolo?

gosta do que eu escrevo?

receba novidades por e-mail: assine a newsletter.

colabore com meu trabalho: compre meus livros ou faça uma contribuição única ou mensal.