olivia maia - escritora desterrada.

tag: minas gerais

bolinha fez um selfie

fotos que você encontra no cartão de memória quando você empresta a câmera fotográfica.

img_9347

(aliás, o bolinha é um cão mui simpático que pensa que mora no sítio mas na verdade não mora porque aqui não tem mais espaço pra nenhum outro cachorro. alguém quer adotar um vira-lata? ele pode ser castrado se for o caso.)

o dia de ontem no retiro Tao Tien

um dia de trabalho wwoofer no retiro Tao Tien: preparar o café da manhã, catar folhas secas, separar espinafres colhidos na horta, preparar o almoço, fazer geleia, meditar na pedra no ponto mais alto do sítio e ver o sol se pôr atrás das nuvens adivinhando nelas imagens e leões que cospem fogo.

img_9426

o sol nascendo por trás da neblina (foto do Rafa).

img_9435

Rafa chef fritando as berinjelas pra lasanha.

img_9460

Emy, Rafa e eu, para ver o sol se pôr.

img_9461

img_9485

sul de Minas: Carrancas

aí que postei as fotos de Carrancas, vocês viram?

essa região de Minas Gerais é muito bonita, cheia dos morros pra todos os lados, e um clima bom de fazer frio à noite e de manhã e um calorzinho simpático durante a tarde. ainda quero ver se dou mais uma volta por aqui antes de sair de Minas e atravessar a divisa pra São Paulo.

o único jeito de chegar em Carrancas é por Itutinga. aí é descer do ônibus na praça e esperar o outro na frente da padaria. mas motorista de ônibus por esses lados é tudo muito tranquilo e não precisa sair correndo com a mochila pesada arrastando que eles param em qualquer lugar.

em Carrancas aproveitei pra escrever e ficar um pouco à toa, sentada na varanda da pousada olhando a vista; fiquei na pousada Céu e Serra, que está a uns 2 km da cidade, mas perto de algumas cachoeiras. a pousada tem um preço bem bom, com desconto durante a semana, e não entrou na onda do carnaval antecipado que acontece por lá quinze dias antes do carnaval de fato. isso porque parece que a turma é muito religiosa e durante o carnaval eles ficam rezando.

img_8939

fui nas cachoeiras próximas. quando ia perto da pousada, me acompanhavam a Nina (da foto) e a Kira. na hora do almoço o dono da pousada me dava uma carona pra cidade e eu ficava por lá num café até mais ou menos umas três da tarde, quando rolava a carona de volta.

img_8968
img_8974
img_8999

atravessando a rodovia tem o complexo de cachoeiras da Toca. passei um dia todo lá desafiando as águas geladas e errando as trilhas entre uma cachoeira e outra. no final tem o Poço do Coração (na foto de cima), que fica num lugar cheio de pequenas quedas e pequenos poços, parece um mini parque aquático.

img_9023

é um lugar gostoso de passar uns dias e é sempre bom parar com calma sem a pilha de conhecer todas as mil cachoeiras que têm por ali em volta. quando a gente faz viagem de alguns dias e volta depois pra casa, é certo querer aproveitar o máximo possível. mas quando a viagem é a vida, não dá pra querer ficar se ocupando o tempo todo. a gente precisa também de um pouco de silêncio e essa certeza de que de qualquer forma jamais vai dar pra conhecer tudo. sempre vai ter uma cidade vizinha que “vale a pena”. o desafio é fazer as escolhas e mais ainda escolher as renúncias.

estar no sul de Minas faz gritar mais ainda essa constatação. é muita cidade bonita pra se conhecer por aqui. mas quero também seguir ao sul. rever amigos do Rio Grande do Sul, Uruguai, Argentina. a viagem está só começando.

pelas cidades históricas de Minas

vocês já devem ter visto as fotos nos álbuns que publiquei na última semana. foi um pouco mais de uma semana visitando algumas das principais cidades históricas de Minas Gerais: Ouro Preto, Mariana, São João Del Rei e Tiradentes.

sobre Ouro Preto já escrevi aqui. também tem as fotos. no meu penúltimo dia por lá subi o morro do pico do Itacolomi com o guia Bruno e uma costa-riquenha chamada Lucía. foi uma caminhada tranquila mas fiquei toda queimada do sol (estou descascando até hoje).

pra visitar Mariana tomei o trem da Vale de manhã numa quinta-feira. passagem só de ida custa 40 reais (ida e volta custa 50). não vale tanto. a vista é bonita em alguns pontos, mas noutros mostra mesmo uns distritos feios dos dois municípios. o ônibus custa uns 3 reais mais ou menos e demora um quarto do tempo.

o centrinho histórico de Mariana é bem simpático, mas pequeninho. vi tudo em uma tarde: se for só conhecer, é suficiente. claro que é bom também ficar mais tempo, passear à noite etc. mas eu estava bem em Ouro Preto e não estava com muita pilha de ficar atrás de mais hospedagem, ainda mais porque acho que Mariana nem tem hostel.

enquanto esperava o ônibus pra voltar, ouvi dois mineiros conversando “cadê o ôns, sô?” e lembrei daquela máxima do mineirês: “ês pens que o ôns é des”.

fui pra São João Del Rei onde fui recepcionada e acolhida pelo Camilo e pela Rúbia, que estão com uma casinha nova em Santa Cruz de Minas, que é ali do lado (do lado mesmo, é praticamente um bairro de São João). fizemos tapiocas, pizza, risoto e suco de acerola (na verdade quem fez o suco foi a filhinha deles, a Manuela, que tem dois anos, eu só ajudei).

fazendo suco de acerola.

fazendo suco de acerola.

também assistimos ao filme Frozen umas trocentas vezes, mais ou menos. decorei todas as músicas na versão dublada.

de lá, num dia visitei o centro histórico de São João Del Rei, noutro o centro histórico de Tiradentes (que é logo ali a uns 20 minutos de ônibus).

Rúbia, Camilo e minha cara de yearbook 1963.

Rúbia, Camilo e minha cara pastinha de yearbook 1963 (noutra foto eu saí com uma cara melhor, mas a Rúbia saiu fazendo careta e eu sou uma pessoal gentil então posto a foto que eu saí horrenda e ela saiu bem) (o Camilo saiu com a mesma cara nas duas fotos).

tinha pensado em passar alguns dias em Tiradentes, mas o Camilo me indicou uma cidadezinha cheia de cachoeiras chamada Carrancas, que fica perto de Itutinga, entre São João Del Rei e Lavras. foi no final da semana passada que tomei o ônibus pra lá.

quer dizer, agora já estou em Extrema, fazendo WWOOF no retiro Tao Tien. mas é que a internet aqui está bem difícil e ainda não estou conseguindo postar as fotos de Carrancas (muito me espanta que tenha conseguido publicar este post!)… parece que vem um técnico na segunda-feira. aí se tudo der certo publico um álbum de Carrancas e faço um post contando um pouco sobre meus quatro dias por lá (em plano carnaval antecipado).

depois escrevo sobre o retiro. adianto que está sendo sensacional. dá vontade de não ir mais embora nunca mais.