olivia maia - escritora e ilustradora desterrada.

tag: projetos

novo projeto: RABISCOLOGIA

quem assina a newsletter já sabe; agora, chegou o momento de contar pro mundo.

acabei de lançar um novo projeto:
rabiscologia é a ciência do rabisco. é um espaço de estudo, experiências, testes e, principalmente, um espaço de liberdade. um espaço onde manda a louca da casa, aquela, a imaginação.

é também o novo nome da newsletter e de um zine mensal, que começa a existir a partir de novembro.

epa epa epa como assim?

pois: a Olivia escritora agora assumiu que é também um pouco Olivia artista, desenhista, rabiscadora. e pra poder compartilhar meus novos rabiscos, resolvi criar uma página na plataforma apoia.se. lá, você vai poder assinar o zine impresso por 15 reais mensais, e ele vai até você por correios a partir de novembro

além disso, pode ainda assinar um pacote extra pra receber, além do zine, um rabisco assinado, impresso, todo bonitão.

e pra não deixar ninguém de fora, criei ainda outras faixas de apoio, pra quem não quer mais papel nessa vida ou está precisando economizar. todas elas garantem uns presentinhos eventuais e participação em sorteios pra ganhar rabiscos e outras artes que eu inventar por aqui.

RABISCOLOGIA, o zine

o zine é um espaço de experimentação. é texto, ilustração, fotografia, rabiscos. uma mistura de tudo isso. rabiscologia vai ser principalmente uma surpresa, mas uma surpresa sincera. um pedaço de mim, como artista, na sua caixa de correios. o formato é A6 e o papel pode variar, assim como as cores na impressão.

a primeira edição vai ser especial: vou participar este ano do inktober, e produzir uma ilustração por dia durante o mês de outubro (bora participar também?). em novembro, vou montar a edição ZERO de rabiscologia com uma coleção das minhas ilustrações favoritas.

mas olha só: pra receber a edição zero, tem que confirmar o apoio até dia 30 de setembro. isso por causa da forma como o apoia.se repassa as contribuições (demora um pouquinho). mas só demora o primeiro, prometo. dali em diante, é só manter a assinatura em dia que você recebe um por mês mesmo.

sorteio extraordinário inktober

pra comemorar minha alegria em compartilhar esse projeto, resolvi também fazer um sorteio ultra mega master especial pra quem apoiar até o final de setembro: um sorteio dos originais produzidos durante o inktober. TODOS ELES. e também não importa o valor de contribuição: todos os apoiadores vão concorrer. o sorteio vai rolar em novembro, mas só participa pra quem assinar até 30 de setembro.

bora participar?

e outra: o maior apoio que você pode me dar nesse momento é a sua ajuda com divulgação! corre na página do projeto e manda o link pros amigos e pro vizinho e pro chefe e pra quem mais puder se interessar. está tudo explicadinho por lá.

e vai se preparando pra começar a rabiscar também.

um conto com eternas duas páginas

, ,

o conto se chama Mancha de café e já tem duas páginas.

era um conto que teria talvez 20 ou 40 páginas.

mas vou escrevendo parágrafo por dia, ou menos, e ele continua com duas páginas.

começo a desconfiar que ele vai terminar com seis páginas.

o que não é um problema em si, na verdade, mas também que me ocorreu na última vez que abri o arquivo que o conto não era grande coisa, e que a ideia grandiosa que tive quando comecei a escrever se reduziu a uma banalidade mais ou menos policialesca com um catch final pro leitor fazer a-ha!

ou seja: começo a desconfiar que não quero terminar de escrever esse conto.

e como a ideia era pelo menos terminar esse conto pra voltar ao ritmo de escrita e então retomar a escrita de um dos romances iniciados, parece que tenho um problema.

ou: hora de mudar os planos.

duas notas sobre escritos recentes e minha negligência com as coisas importantes da escrita

1. para um conto policial já tenho toda a estratégia narrativa e já sei o final e tenho alguma noção do crime central mas ainda falta o como e o porquê do crime central, donde: não consigo seguir para além da segunda página enquanto não souber essas duas coisas teoricamente importantes.

2. parei o romance que estou escrevendo no meio de um diálogo com uma personagem secundária fazendo cara de preocupada e se preparando para fazer alguma revelação importante mas: não lembro o que ela ia dizer.

reflexões necessárias sobre o futebol

, ,

porque um dia talvez eu vá escrever um ensaio chamado “o futebol e a nossa humanidade”, embora me pareça que tudo o que poderia ser dito sobre esse assunto já está muito bem dito no próprio título, nas entrelinhas (entreletrinhas).

por se livrar desses criminosos homicidas que moram em mim

aí que no final das contas você encontra uma solução sem precisar apagar aquelas últimas seis páginas e mudar toda a cronologia inicial da narrativa, e ok, temos um começo.

então escreve mais uma página e vai ver uns quatro episódios de castle que é para distrair um pouco e deixar a ideia assentar.

31-jul-teo2

dois livros começados (o outro é esse aqui). enquanto os personagens do primeiro vão virando gente na minha cabeça, vou tocando esse segundo, que já tem personagens muito conhecidos e todos muito gente, gente até demais.