olivia maia - escritora e ilustradora desterrada.

deveríamos estar mais preocupados com o problema da riqueza

,

Asking questions about the rich has been portrayed since the dawn of wealth as envy; asking questions about the poor is considered practical and sympathetic, moral and problem-solving. But no problem can be solved while political institutions won’t recognise that poverty has a cause.

(via.)

ou: resolver o problema da pobreza como quem cobre buracos numa estrada com asfalto de má qualidade por onde passam diariamente centenas de caminhões pesados jamais vai resolver coisa alguma.

a pobreza não é uma doença a ser erradicada. assim como a violência nas cidades grandes não é um vírus que precisa ser destruído; a pobreza tem uma causa, e se não examinarmos a causa do problema, não será um bilionário bem-intencionado que solucionará os infortúnios de quem nasceu no país, cidade, bairro e família errados.

These basic assumptions – poverty is the problem, growth is the answer, climate change can be tackled separately to consumption, and corporate behaviour is neither here nor there – extend far beyond the UN, into political cultures everywhere.

se você lê inglês, leia o artigo. me parece um bom ponto de partida em direção às perguntas certas.

gosta do meu trabalho?

receba novidades por e-mail: assine a newsletter.

apoie minha produção e receba em casa o zine rabiscologia.