e que fim levou a monetização dos blogs?

me lembrei esses dias de qualquer conversa com os blogueiros ilustres (na época em que existiam blogueiros ilustres) Biajoni, Doni e Branco sobre a monetização dos blogs.

estávamos em 2007.

talvez 2008.

as pessoas ainda falavam em monetizar blogs.

que restou disso hoje? blogs que ainda existe e blogs novos e ninguém fala muito mais em google ads; fala-se em colaboração, financiamento coletivo. falaram tanto em MONETIZAR blogs que o tema se esgotou, virou assunto de piada em mesa de bar entre blogueiros ilustres (embora isso tenha sido desde o princípio). agora a gente fala em dinheiro mas disfarça: fala em economia colaborativa, em financiamento de projetos artísticos; o mesmo capital de sempre, enfim, mas com máscara de coelhinho.

sou uma dinossaura dos blogs?

vou lendo os títulos da minha lista de leitura do medium e quase caio pra trás. todo essa técnica asquerosa pra ganhar mais clicks, mais leitores: listas, números, uma autoajuda moderninha e descolada para empreendedores. tantas as pessoas para nos dizer como viver, como viajar, como comprar, como acordar pela manhã, como fazer dinheiro, como ser uma pessoa melhor, uma pessoa mais feliz.

mesmo o meu texto que fez sucesso no medium se pretende guru de qualquer coisa ensinando sobre mentiras, como ali do lado oposto estivesse a verdade, sentadinha no seu trono e tomando um suco de umbu (ou provavelmente um toddyinho).

é a única forma de ser lida?

eu poderia me esforçar um pouco mais e me meter também nesses textos, montar umas listas, inventar títulos irresistíveis. cliquem, leiam, compartilhem!

mas não é pra isso que eu estou aqui.

começo a fazer isso porque enfim conseguir leitores mas qualquer curva inesperada deparo a palavra comercial e fico com nojinho de mim mesma.

por ali em 2007 ou 2008 eu já achava muito estranha a conversa da monetização dos blogs. os blogueiros ilustres pararam de escrever, viraram jornalistas, psicanalistas, analistas de mídias sociais. que parece de repente uma maneira mais honesta de ganhar dinheiro, talvez, sem precisar o tempo todo ficar se justificando ou fazendo malabarismo para que olhem para mim olhem para mim. ou mais honesta simplesmente porque não disfarça que o trabalho tem fins de ganhar dinheiro?

eu continuo aqui.

escrevendo.

dinossauricamente.