angastaco pueblo-surpresa

o povoado já me pareceu mui simpático à noite; uma praça grande, uma igrejinha, um cinema, meia dúzia de ruas. pela manhã todo verdinho ensolarado claro que ainda mais lindo.

img_2940

trabalhei um pouco de manhã e caminhei à tarde; essas ideias tortas de turista que não sabe que a hora da siesta é pra se meter debaixo de uma sombra e esquecer do mundo. segui a indicação do rapaz da hostería e alcancei o rio Angastaco, praticamente seco, e segui na direção da rodovia. queria subir ao hotel abandonado, um pedaço de construção inacabada que já se vê de qualquer ponto do rio por ali.

img_2947

foi caminhada interminável mais pelo sol e pelas pedras e areia, mas enfim cheguei ao lado do morro em que está o hotel, e perguntei a um pastor de cabras sentadinho num pedaço do morro como subir.

ele me indicou o caminho e depois todo encabulado (era um senhor mais velho) disse que pensou que eu era um rapaz.

fui subindo até a plataforma onde começaram a construir o elefante branco (e laranja e vermelho). a vista mui linda e nenhum fantasma. ao menos não àquela hora, que obviamente fantasmas também devem dormir a siesta.

img_2955

img_2963

dali se vê bem o caminho do rio e o começo do que é a quebrada de las flechas, no caminho a Cafayate pela ruta 40. um morros cinzento e cheio de pontas inclinadas como setas. à esquerda mais morro atrás do povoado, metido e escondido entre árvores depois de um terreno de vinhedos.

voltei pela rodovia e no meio do caminho consegui uma carona com uma senhora numa caminhoeta que me deixou na porta da hostería.

img_2968

no dia seguinte fui mais esperta e fiz a caminhada pela manhã: segui à igreja velha, às costas do povoado, e subi a um mirante atrás dela. uma subidinha mei interminável mas uma vista que valeu a pena. apesar do sol o vento estava forte a agradável e eu fiquei por ali sentada e lamentei um pouco que o sol estava contra e essa poeira de clima seco não deixava fotografar a vista em todo seu esplendor etc. venham vocês a Angastaco, enfim.

img_2970

img_2976

porque também dali se vê uns pedaços do que vai ser a quebrada de las flechas mas àquela hora tudo mui cinzento e pouco nítido. ainda à direita outros morros mais próximos todos com esse mesmo look alien lunar. aliás, todo o povoado está metido entre esses morrinhos arenosos com formas estranhas.

é um povoadinho minúsculo e simpático, com vistas lindas pra todos os lados que os olhos alcançam. infelizmente um lugar de passagem, um pouco pelas condições da estrada e também porque de fato estrutura de turismo não tem muita além da hostería, duas hospedagens do tipo casa de família e uns quatro restaurantes.

tinha comprado a passagem pras quatro da tarde porque queria um horário em que pudesse ver o caminho. deu tempo de voltar da caminhada, tomar um banho e me acomodar na varanda da hostería usando a internet del pueblo pra continuar atualizando a vida online.