Etiqueta / literatura

    Carregando post...
  • como começam as revoluções

    o mundo anda muito esquisito e a esquisitice enfim se instaurou de uma vez também no Brasil — de uns anos que ela já vinha clamando por espaço e importância. não sei se houve um tempo em que nós seres humanos fomos capazes de nos entender, mas sei que não parece que estamos caminhando no…

  • TRÉGUA por todos os lados

    o livro está pronto, impresso e devidamente despachado a todos que apoiaram via catarse. também a versão digital já foi encaminhada a quem pediu por ela. agora, você já pode comprar a versão digital na internet: na loja kobo; e na amazon. o livro também está cadastrado no skoob e no goodreads, pra quem quiser…

  • dois livros que me inspiraram e acompanharam quando escrevi TRÉGUA

    1. 62 modelo para armar, do Julio Cortázar: fiz referência a ele na epígrafe, com um trecho do capítulo 62 de Jogo da Amarelinha. não sei exatamente por quê esse livro me marcou tanto, na verdade. é um livro bem maluco. mas deu uma luz: uma forma possível de escrever; os personagens que se trombam…

  • do mestre Marçal Aquino

    entrevista que Marçal Aquino deu pro Jornal do Brasil. no finalzinho, o entrevistador pergunta: Que novo autor brasileiro você considera imperdível hoje? a resposta: “Olivia Maia. Produz policiais de talento, o que é muito saudável e estimulante num universo de predomínio masculino.” poxa poxa poxa que honra, Marçal. 💚 uma das coisas que aprendi com Marçal…

  • mais do que um leitor

    El oficio literario es de lo más paradójico: es verdad que escribes en primer lugar para ti mismo, para el lector que llevas dentro, o porque no lo puedes remediar, porque eres incapaz de soportar la vida sin entretenerla con fantasías; pero, al mismo tiempo, necesitas de manera indispensable que te lean; y no un…