Etiqueta / livros

    Carregando post...
  • as much as death is inevitable life is inevitable

    The most solid advice, though, for a writer is this, I think: Try to learn to breathe deeply, really to taste food when you eat, and when you sleep, really to sleep. Try as much as possible to be wholly alive, with all your might, and when you laugh, laugh like hell, and when you…

  • narrow-minded

    My knowledge is limited, my mind puny. I tried hard, I stud­ied, I read many books. And nothing. In my home, books spill from the shelves; they lie in piles on furniture, on the floor, barring passage from room to room. I cannot, of course, read them all, yet my wolfish eyes constantly crave new…

  • o indizível

    Não sei se não tenho nada a dizer, sei que não digo nada; não sei se o que teria a dizer não é dito por ser indizível (o indizível não está escondido na escrita, é aquilo que muito antes a desencadeou); sei que o que digo é branco, é neutro, é signo de uma vez…

  • o dilema dos leitores ansiosos

    porque há tanta coisa pra ler que encarar um livro de mais de quatrocentas páginas parece às vezes um exagero, um privar-se de outros livros, talvez mais interessantes, quem sabe? mas passei um mês trabalhando pra montar curso de redação e só agora dois meses depois terminei de ler um livro que era pra ter…

  • contos e biscoitos de polvilho

    me meti aqui com a leitura de uns contos da Lydia Davis e do Juan José Millás, assim simultaneamente, a norte-americana e o argentino; livros do tipo collected stories e articuentos completos, do tipo que, segundo as palavras de Juan José Millás, são ruins para ler na cama mas podem servir como travesseiro; ambos infinitos…