bloom's day

Há escritores que moram em personagens como há putas que moram em esquinas. James Joyce era um homem que morava em Bloom.

De resto havia um amigo de todos que era o homem mais lento do mundo: demorava mais de seissentas páginas a percorrer um dia.

Homem meio inteligente meio parvo, mas que só actuava com metade de si.

Gonçalo M. Tavares
Biblioteca